Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Arte & Cultura’ Category

Dois recentes lançamentos da Taschen merecem destaque por aqui. Começamos por “Product Design in the Sustainable Era“, cujo nome dispensa maiores explicações. Trata-se de um compilado de projetos recentes na área:

Mas o mais bacana, até pela quantidade de temas e análises que pode sair de dentro, é a livro “Vintage T-Shirts”. Antropologia Cultural, Marketing, Cultura Pop, Design, Ciências Sociais: cabe tudo neste assunto sobre a força de uma camiseta e suas mais diversas representações na sociedade contemporânea:

Na livraria mais próxima de você, sob encomenda, nas Amazons da vida ou no site da editora.

Alisson Avila

Anúncios

Read Full Post »

Não vai dar pra perder, em pleno Teatro Municipal do Rio de Janeiro recém-reformado, a nova fase do prêmio mais tradicional da musica do Brasil. Este ano, homegeando Dona Ivone Lara.

Uma nova parceria da Aktuell, ao lado do empresário José Maurício Machline.

Saiba mais aqui e aqui e confira o vídeo:


Alisson Avila

Read Full Post »

Se as combinações de cores, de imagens ou de sons geram diferentes tipos de arte, por que as combinações de cheiros também não gerariam?

Não estamos falando de perfumismo pra Chanel, e sim da interessante definição de Scent Art trabalhada pela artista (entre outras coisas) norueguesa Sissel Tolaas.

Parece uma salinha de injeção ou um laboratório de experimentos com ratos… mas este é o atelier dela.

Confira aqui parte da entrevista feita com ela pela sempre interessante revista alemã Mono.Kultur – que, na edição dedicada a Sissel, traz consigo o que era de se esperar: 12 odores criados pela artista para você raspar e cheirar.

Alisson Avila

Read Full Post »

Titi Freak, sem título

Em tempos de SP Arte 2010, a chegada da nova temporada do Projeto Portfólio cai uma luva na agenda da semana e dos próximos meses.

O Projeto Portfólio é a plataforma de promoção da arte contemporânea da Aktuell. E não estamos falando esta frase bonita da boca pra fora apenas para cumprir tabela: o PP é um plano legítimo de pesquisa, divulgação e aquisição de arte, pois a Aktuell (e quem mais quiser) pode comprar obras de todos os artistas em exposição. Aqui na agência, pouco a pouco vamos criando um acervo consistente de obras bastante focadas nas questões urbanas – mas não só.

Cristiano Lenhardt - "Sentinela", still frame

Depois de abrigar nomes conhecidos da cena, como Famiglia Baglione, Felipe Morozini, Letícia Ramos, Luiz Roque, Nove, Deddo Verde e o argentino Federico Llamas, entre vários outros, chega a vez de recebermos obras de Cristiano Lenhardt (na Galeria Elevador – audiovisual), Jofer (Galeria Parede – bidimensionais) e Titi Freak (Galeria Muro – Graffiti).

A exposição abre as portas dia 30 de abril e fica em cartaz até o dia 20 de julho. A visitação é aberta ao público mediante agendamento de horário (3775.9889, fale com a Ale) e possui entrada franca.

Jofer, "The Coming"

Confira a seguir mais informações sobre os artistas e a proposta curatorial desta temporada do Projeto Portfólio. Acesse imagens dos três novos artistas em exposição clicando aqui. E confira imagens de edições anteriores aqui.

(mais…)

Read Full Post »

O genial, o over, o inovador e o superestimado (ou como você quiser chamar) David La Chapelle está de volta.

Com uma mostra na galeria Robilant + Voena, de Londres, chamada “The Rape of Africa”.



Saiba mais, em inglês, clicando aqui.

Alisson Avila

Read Full Post »

Read Full Post »

Quem diria?

Em uma bela manobra, o curador da 29ª Bienal de Arte de São Paulo, Moacir dos Anjos, vai trazer para dentro do prédio da Bienal – como convidados – aqueles que foram expulsos do mesmo espaço em 2008 enquanto criminosos ou  invasores arruaceiros: a turma do pixo. Ou da pixação, se preferir, assim mesmo com X. Leia aqui e tire as suas conclusões.

Independente de qualquer coisa, vale lembrar: cada linguagem, forma de expressão ou processo da arte é reflexo do seu tempo. Elas se sobrepõem ao que já existe, pois há espaço para todos, para depois se desdobrar em múltiplos caminhos.

Para alguns pode ser absurdo comparar. Mas o hoje novamente badalado Caravaggio, um gênio inquestionável e criador das obras acima, foi durante séculos taxado por muitos como um mero arrivista social – a despeito da concepção do chiaroscuro, por ele consolidada, há mais de 400 anos. Ao mesmo tempo que ele trabalhava para a Igreja Católica para se proteger das bobagens que cometia, segundo alguns historiadores, ele também trouxe a fé novamente down to earth, aproximando a religião das ruas e colocando mendigos e prostitutas como modelos de seus quadros. O mundo gira…

Alisson Avila

Read Full Post »

Older Posts »