Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Taschen’

Dois recentes lançamentos da Taschen merecem destaque por aqui. Começamos por “Product Design in the Sustainable Era“, cujo nome dispensa maiores explicações. Trata-se de um compilado de projetos recentes na área:

Mas o mais bacana, até pela quantidade de temas e análises que pode sair de dentro, é a livro “Vintage T-Shirts”. Antropologia Cultural, Marketing, Cultura Pop, Design, Ciências Sociais: cabe tudo neste assunto sobre a força de uma camiseta e suas mais diversas representações na sociedade contemporânea:

Na livraria mais próxima de você, sob encomenda, nas Amazons da vida ou no site da editora.

Alisson Avila

Anúncios

Read Full Post »

keel

Se o Moleskine conseguiu se transformar em um ícone social e cultural, por que a parceria entre a Taschen e o artista-escritor Philipp Keel, através do projeto Keel´s Simple Diary,  não conseguiria?

Simples: a tarefa não é assim tão fácil. O Moleskine é um produto com uma valiosa dose de histórias reais na sua composição ao longo de décadas e que, graças a um show de marketing, deixou de ser um caderninho de notas qualquer, ou mesmo um diário ordinário, para se transformar na coisa mais interessante que uma pessoa pode ter para registrar seus pensamentos.

Slide4

Já o projeto do Keel´s Simple Diary é… um upgrade dos questionários de caderno do tempo da escola, mas onde ainda falta certa bossa, certa aura. Lembra (ou viu na rede) aqueles cadernos em que cada página tinha uma pergunta no topo e toda a sala de aula preenchia para, depois, ler o que os outros pensavam e faziam? Pois é: life´s for sharing não é de hoje.

((Aliás, hello Orkut, hello redes sociais, de onde veio o conceito de vocês e o que faz de vocês um sucesso, mesmo? A única diferença essencial entre um questionário de escola para os Facebooks da vida, a despeito do alcance global e imediato, é claro, é que antes a especulação sobre a vida alheia partia de referências mais ou menos reais – afinal, eu sabia um pouquinho do meu colega de classe ou de escola; se ele falasse algum absurdo, todos saberiam que era mentira. Com os meus amigos online do Cambodja, de Vanuatu e das Ilhas Salomão não é bem assim, mesmo que ele tenha um álbum de fotos incrível. Prova disso é que o Facebook começou para conectar pessoas da universidade…))

“O jornal para a pessoa que não sabe escrever”, “A estrutura para aqueles que não tem tempo de pensar”, “O assistente para a vida”, “O entretenimento para a mente”, “O auxílio para manter o foco” ou ainda “Uma companhia para você” são alguns dos apelos do produto, que custa US$ 15.

Não entendeu ainda? Não se preocupe, a probabilidade do produto virar sucesso e chegar até você é enorme. Enquanto isso, veja algumas páginas:

Slide1

Slide2

Slide3
O mais interessante de tudo é oferecer um produto de papel para o mundo anotar seus pensamentos, e assim organizá-los em meio ao excesso. Afinal, esta solução poderia ser online.

Acontece que o papel NUNCA vai acabar. Basta ser relevante. Vide projetos como o Magcloud, que tem dinheiro da HP, e que voltaremos e comentar por aqui.

Alisson Avila

Read Full Post »

malbs
Anúncio da Marlboro de 1950. Do livro “The Golden Age of Advertising – The 50’s”, da Taschen.

Alisson Avila

Read Full Post »

type

Sem exageros, qualquer pessoa que goste de design e comunicação vai querer este livro, ainda mais vindo de quem vem: a editora Taschen anuncia o lançamento de “Type. A Visual History of Typefaces and Graphic Styles, Vol. 1”.

(mais…)

Read Full Post »